Câmara dos Horrores

A tradicional vila da Moita vive dias de pânico com a descoberta de vários corpos desmembrados, deixados a céu aberto por toda a vila. Enquanto as autoridades investigam o caso, Carla Ferreira, amiga de uma das vítimas, decide fazer uma investigação por conta própria.
As suas averiguações levam-na até ao local onde os crimes terão sido cometidos. É aí que descobre que esses horrores são apenas o início de algo muito mais tenebroso, um mero sacrifício em nome de um Mal antigo e insaciável.
E Carla é a próxima oferenda.

Quando escrevi este livro ainda morava em Lisboa, tendo visitado a Moita uma única vez, a propósito da tradicional Tarde do Fogareiro. Foi uma visita única, porém tão caricata que não tardou muito até começar a surgir uma história. Para quem conhece a Moita e o evento festivo referido, a história de Câmara dos Horrores não se liga directamente com nenhum desses factores; com excepção do geográfico, claro. Todavia, mesmo esse não é definitivo, pois a história que aqui apresento pode acontecer tanto na Moita, como em Faro, Braga ou Funchal. É uma história sobre o Mal e a sua adoração, sobre fanatismo e crença, sobre vida e morte.

Foi uma história tão complicada de escrever como a anterior. Embora me sentisse mais experiente e estivesse a escrever sobre algo que germinara apenas da minha imaginação, criar uma história de terror é uma tarefa delicada. Por vezes é complicado equilibrar a balança do assustador com o gratuito; é preciso haver respeito pelo medo, caso contrário ele não funciona.

Leia um excerto desta obra aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s